Call of Duty: Black Ops gera piadas, protestos e acusações de racismo

Reginald Vel Johnson, artista que por anos interpretou o personagem Carl Winslow, patrulheiro do departamento de polícia da cidade de Chicago, Estados Unidos, no seriado Perfect Strangers, estrela um inédito e fictício título inspirado no jogo eletrônico Call of Duty: Black Ops. O título (do jogo que não existe) é batizado Carl on Duty: Black Cops, fazendo um trocadilho entre Carl e Call, Cops e Ops, além da referência à cor (black, preta) do protagonista.

Call of Duty: Black Ops estreou em 9 novembro de 2010.

O jogo roda em plataformas Dual Screen (DS), Playstation 3 (PS3), Wii, Windows (PC) e Xbox 360 (X360).

Quem assina é a produtora Treyarch, da cidade de Santa Monica, Estados Unidos.

Videoclipe de estreia

A autoria da brincadeira é anônima e usa uma imagem originária do seriado televisivo.

Há diferentes paródias sobre Black Cops (tiras negros), e as outras versões conferidas trazem os artistas Denzel Washington, Eddy Murphy ou Will Smith na capa. Todos são negros e interpretaram policiais ao longo da carreira profissional.

O que era aparentemente somente uma piada, entretanto, ganhou tons de protesto.

Além da abordagem piadísta, fóruns eletrônicos em diferentes países tem abordado o assunto como um protesto, em que membros das comunidades alegam que a série Call of Duty não tem protagonistas negros.

É fato: não há negros protagonistas na série (que tem sete episódios).

Black Ops é um jogo de guerra que retrata conflitos armados em locações como Cuba e Vietnã, quando Estados Unidos e União Soviética disputavam a liderança mundial por meio da pressão militar e política.

Não é inédito haver protestos envolvendo jogadores ou o próprio jogo. O TRP420 reportou que semanas atrás a empresa de tecnologia Microsoft, fabricante da plataforma de jogos eletrônicos Xbox 360 (X360), baniu usuários de sua rede social Xbox Live (XBL) que disponibilizaram seus avatares com a suástica (imagem característica do movimento nazista) em Black Ops.

Jogo e série

Call of Duty: Black Ops retrata conflitos armados históricos em locações como Cuba e Vietnã, quando Estados Unidos e União Soviética (à época ainda chamada União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, URSS) disputavam a liderança mundial por meio da pressão militar e política.

Black Ops (título que remete a “black operations”, quer dizer, “operações às escondidas”) foca especialmente missões de espionagem ou campanhas em que as tropas atuam sob disfarce.

Em uma das missões os jogadores estão a bordo de um caça Lockheed SR-71 Blackbird, aeronave de reconhecimento (que não pode ser pilotada no jogo), de onde é possível acompanhar e direcionar tropas, e espionar atividades suspeitas ao sobrevoar os Montes Urais.

A publicadora de jogos eletrônicos Activision licenciou várias músicas americanas da época da Guerra do Vietnã(1959-1975), além de outras típicas de países como Cuba, União Soviética e de nações da África. Já em 2009, os produtores estavam atrás de “um designer de cenários que seja aficionado pelo trabalho e pesquise a história para elaborar o visual dos ambientes”.

Mark Lamia, líder de estúdio da produtora Treyarch, diz estar ansioso para que a comunidade de fãs de Call of Duty (CoD) experimente o episódio Black Ops. “O estúdio inteiro está focado no desenvolvimento deste jogo, com equipes especialmente dedicadas aos modos solo e multijogador (competitivo e cooperativo)”, conta via Twitter.

Entre os modos para múltiplos jogadores, há uma opção para que até quatro pessoas participem cooperativamente da campanha principal.

Noah Heller, produtor responsável pelo episódio World at War (WaW), lidera Black Ops.

A série tem mais de 55 milhões de cópias vendidas mundialmente e seu faturamento ultrapassou US$ 3 bilhões ao longo dos últimos sete anos. Aliás, somente a spin-off Modern Warfare (MW) acumula mais de 39 milhões dessas cópias, enquanto o episódio Black Ops (2010) sustenta o recorde de ser o maior lançamento da história da indústria de jogos eletrônicos e o segundo maior da indústria do entretenimento (que engloba cinema, música, teatro e televisão, além de jogos eletrônicos) — o primeiro é o filme Avatar (2009). Somente nas primeiras 24 horas da estreia, Black Ops ultrapassou 5,6 milhões de cópias e faturou mais de 360 milhões de dólares.

Configuração mínima, PC

Sistema: Windows XP

Processador: AMD Phenom X3 8750 ou Intel Core 2 Duo E6600

Vídeo: ATI Radeon X1950Pro ou Nvidia Geforce 8600GT (DirectX 9.0c)

Memória: 2 GB RAM

Armazenamento: 12 GB

Call of Duty: Black Ops (produção: Treyarch | publicação: Activision), DS, PC, PS3, Wii, X360.

Estreia:

América, novembro de 2010

Ásia, novembro de 2010

Europa, novembro de 2010

Oceania, novembro de 2010

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: